Por uma política de habitação justa por parte do IHRU e da gestão municipal



domingo, 12 de fevereiro de 2017

Provedoria de Justiça arquiva queixa respeitante ao Novo Regime do Arrendamento Apoiado

A Provedoria de Justiça, arquivou, em Dezembro de 2016, um processo de análise ao Novo Regime do Arrendamento Apoiado para Habitação, definido pela Lei nº 81/2014 de 19 de Dezembro. A abertura do mesmo processo, havia decorrido no seguimento de uma queixa que foi apresentada na referida instância, em Janeiro de 2015, pela Comissão de Inquilinos do IGAPHE no Bairro dos Lóios.
No ofício enviado pela Provedoria de Justiça, a mesma entidade, justificou o arquivamento da referida queixa, com o facto de “com a aprovação da Lei n.º 32/2016, de 24 de agosto, que procedeu à primeira alteração da Lei n.º 81/2014, de 19 de dezembro, foi efectuada uma transformação de grande relevo no Regime do Arrendamento Apoiado para Habitação então em vigor". A Provedoria de Justiça, apresentou, assim, inadmissivelmente, uma justificação formal, para não se pronunciar sobre as injustiças que se mantêm no Novo Regime do Arrendamento Apoiado para Habitação, apesar das alterações à mesma Lei, aprovadas na Assembleia da Repúlica, em Julho de 2016.

Ver ofício da Provedoria de Justiça  

domingo, 22 de janeiro de 2017

Governo do PS continua a apoiar a política de despejos do IHRU



Em resposta a duas cartas enviadas pela Comissão de Inquilinos do IGAPHE no Bairro dos Lóios, dirigidas, em Maio e Novembro de 2016, respectivamente, ao Ministério do Ambiente, sobre a política de habitação da actual direcção do IHRU, a Secretaria de Estado do Ambiente, continua a responder com argumentos a favor da política de hostilidade e de despejos, praticada nos últimos anos, pela actual direcção do IHRU, relativamente aos seus moradores, nos seguintes termos:

(...)


quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Esclarecimento sobre as alterações do Arrendamento Apoiado no Bairro dos Lóios

Representantes do Bloco de Esquerda, realizaram, no dia 12 de Dezembro de 2016, nas instalações da Associação Tempo de Mudar para Desenvolvimento do Bairro dos Lóios,  uma sessão de esclarecimento com os moradores dos fogos de habitação social do Bairro dos Lóios , localizado em Marvila, Lisboa, sobre as alterações ao Novo Regime do Arrendamento Apoiado para a Habitação, aprovadas em Julho de 2016,  na Assembleia da República.

Bloco de Esquerda I Lisboa
 




sábado, 26 de novembro de 2016

Bairros Sociais: Assunção Cristas e a hipocrisia

A ex-ministra que perseguiu os mais desprotegidos, punindo-os com aumentos de rendas, “impressiona-se” agora com o estado dos bairros municipais.

Assunção Cristas visitou na semana passada um bairro social em Lisboa e “impressionou-se” com o que viu no Bairro da Cruz Vermelha no Lumiar. Mas porque se impressiona a ex-ministra que tutelou milhares de fogos em bairros sociais? Porque se comove a anterior responsável pela lei que impôs aumentos brutais nas rendas destes bairros?

(...

Esquerda.net, 23 de Novembro de 2016

domingo, 25 de setembro de 2016

PCP denuncia contratos ilegais no bairro Rosa, em Almada

O PCP teve conhecimento de que o Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU) enviou aos seus inquilinos do Bairro Rosa, no concelho de Almada um novo contrato de arrendamento, para estes o assinarem.


(...)  

Distritonline, 23 de Setembro de 2016

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Renda apoiada com novas regras, mas nem todos vão aplicá-las já

Alterações ao regime do arrendamento apoiado abrangem cerca de 120 mil fogos sociais, mas a lei prevê que novas medidas possam ser implementadas quando o Orçamento do Estado para 2017 entrar em vigor, ou seja, em janeiro.

 

(...

 

tvi24.iol.pt, 1 de Setembro de 2016

Público, 1 de Setembro de 2016 

Noticiasaominuto, 1 de Setembro de 2016